A sede municipal da Cahama, na província do Cunene, vai contar com uma central híbrida, com capacidade de produção de 6,5 Megawatts.
A informação foi avançada na passada terça-feira, pelo vice-governador para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas do Cunene, Feliciano Salomão Himolova, aquando da avaliação do espaço onde será implantado o projecto.
De acordo com o responsável, as condições financeiras e técnicas estão salvaguardadas para o arranque da obra, ainda no decorrer deste trimestre, com a conclusão prevista para 2019.
Sustentou que o projecto vai permitir que a Cahama disponha de potência eléctrica capaz de satisfazer a demanda de 24 mil consumidores, que actualmente estão a passar por dificuldades em termos de fornecimento de electricidade.
Por outro lado, os habitantes da sede municipal da Cahama carecem de água potável, fruto da falta de um sistema de captação, tratamento e distribuição de água.