A segunda fase da campanha agrícola na comuna de Capelongo, no município da Matala, na província da Huíla, iniciada este mês, envolveu o cultivo de 11.200 hectares de produtos diversos.
Em declarações à Angop, o administrador comunal de Capelongo, Fernando da Silva, disse ter registado uma redução de 1.300 hectares em relação à primeira etapa iniciada em Outubro, devido à falta de inputs agrícolas.
Fernando da Silva disse que na presente fase agrícola foram plantados milho, massango, massambala, feijão, batata-doce e ginguba, cuja colheita está prevista para dentro de três meses.
A comuna de Capelongo tem população estimada em mais de 50 mil habitantes. Produz anualmente cerca de 65 mil toneladas de produtos diversos.
O município da Matala está situado ao longo do rio Cunene. Conta com mais de 815 mil habitantes. É o segundo maior ponto comercial depois do Lubango, possui um mercado vasto e aberto, e a maioria da população actua no ramo comercial.