A inauguração da sede da FM World no Huambo, empresa vocacionada à comercialização de produtos perfumados, vai permitir, através do marketing em rede, a criação de centenas de agentes distribuidores.
Os referidos agentes passam a ter, com a venda de perfumes, loção, gel de banho, creme de mão, espuma de barbear e outros cosméticos, margem de lucros significativos para sustentar as suas familias e mater os rendimentos mínimos do negócio.
De acordo com o Director da marca portuguesa, Cláudio Nascimento, que procedeu a inauguração do espaço, localizada na Cidade Baixa, a comercialização desses produtos tem ajudado milhares de pessoas a contornar o desemprego, tornando-se “donos do próprio negócio”. “As comissões são bastante atractivas”, garante.
Segundo Cláudio Nascimento, a FM World nasce com um conceito diferente, que é de venda exclusiva e não propriamente venda ao público. Para ele, quem tiver um número de distribuidor, que não esteja registado, não pode comprar produtos directamente. As únicas que podem comprar produtos são os representantes da marca, sendo que qualquer um pode ser distribuidor oficial da marca naquela cidade.
É dentro conceito, reforça Cláudio Nascimento, que surge a primeira oportunidade de negócios, uma vez que as pessoas que quiserem adquirir produtos da FM terão que comprar apenas nos agentes distribuidores, que ficam com a margem de lucro, permitindo gerar também outros grupos de agentes, em função do código que lhes são atribuídos.
Wilson Troco, representante da marca no Huambo, manifestou-se esperançado com o êxito do desafio assumido, afirmando que de estando a trabalhar em rede, o negócio tem viabilidade, porque terão a oportunidade para que muitas pessoas consigam obter bons dividendos”, disse.
A FM Group foi criada, em 2004, em Wroclaw, na Polónia, estando, actualmente, a operar em 35 países, perfazendo um total de 600 mil parceiros de negócios. Em Angola está representada em Luanda, Benguela, Huíla, Cuando Cubango, Bié e Huambo.