Cerca de 3,2 mil toneladas de milho serão colhidas entre Março e Julho próximo, na fazenda “Socamia”, localizada no município de Cangandala, no Pólo Agro-industrial de Capanda, com vista a produção de grits (matéria-prima para a produção de cerveja).
A fazenda, do grupo Castel, conta actualmente com uma produção de 800 hectares de milho, mais 700 comparativamente ao ano de 2018, em que foram cultivados 100 hectares em fase experimental, informou hoje o seu responsável, Sebastian Ducroquet, à margem de uma visita de constatação do governador provincial, Norberto dos Santos, efectuada ao empreendimento.
Referiu ser ainda intenção da fazenda atingir 58 mil toneladas de milho até a maturidade do projecto, em 2021, tendo para tal sido já desmatados mil e 900 hectares, dos cinco mil disponíveis para o cultivo do referido produto, com vista a reduzir os custos de importação de “grits”.
Por outro lado, Sebastian Ducroquet disse estar em estudo a possibilidade de instalação, em Malanje, de uma unidade de transformação de milho em grits, dentro de dois anos, antecedido da montagem dos silos, uma mini-hídrica para abastecimento de energia eléctrica à fazenda e às comunidades vizinhas, além do sistema de irrigação
e estação de armazenagem.
Acrescentou estar também na forja a produção de soja e feijão, em pequena escala, visando diversificar o tipo de culturas.

Visitas

Além da Socamia, o governador visitou igualmente a fazenda Gepedro, também no município de Cangandala, virada à produção de maracujá, contando actualmente com 52 hectares e com uma colheita semanal de mil quilogramas, comercializados nas superfícies comerciais de Malanje e Luanda.