O grupo empresarial angolano Score Investiments abriu nesta quinta-feira, 27, o primeiro dos 30 supermercados que estão previstos no âmbito desta nova estratégia no sector da distribuição.

O grupo Score, que tem actuações nos sectores imobiliário, financeiro, hotelaria e comunicação, lança-se agora para mais um novo desafio que estará a cargo da recentemente criada Score Distribuição.

Denominado Deskontão, a superfície comercial ocupa uma área de 11.287 metros quadrados, tendo gerado 177 empregos directos.
A nova infra-estrutura, igualmente equipada para os grandes consumidores, conta com uma plataforma logística, um armazém central e a sede social.

Segundo o grupo, o Deskontão pretende firmar-se como um dos pilares da distribuição de produtos feitos em Angola, tendo como um dos principais vectores de actuação, o desenvolvimento da produção agrícola e agro-industrial do país, garantindo aos melhores produtores do mercado, um veículo preferencial para fazer chegar os seus produtos aos consumidores.

O presidente do Conselho de Administração (PCA), Domingos Vunge, revelou ao JE que o investimento naquela infra-estrutura foi de 33 milhões de dólares.

“O actual clima de investimento para a recuperação da capacidade produtiva nacional, precisa de canais fiáveis que garantam o escoamento, com máximo rendimento, dos produtos nacionais que vão cada vez mais entrando para a lista de compras dos angolanos”, frisou.

Esta iniciativa empresarial pretende ajudar a colmatar a lacuna existente na oferta de produtos alimentares, apesar do aumento da concorrência no sector da distribuição.

Estratégia e parceria
A Score Distribuição estabeleceu uma parceria com  a empresa  portuguesa do sector da distribuição Jerónimo Martins para a formação do pessoal. A dona dos supermercados Pingo Doce vai manter a prestação de assessoria na área da formação e assistência técnica.

Sendo a qualidade do atendimento um dos principais pilares da actuação da empresa, uma atenção especial foi dada à elevação de conhecimento e habilidades dos profissionais angolanos que beneficiaram de 8.800 horas de formação em Portugal através daquela parceria.

À esta formação, agrega-se o programa de reforço e actualização periódica que abrange os sectores de operações, comercial e controlo de qualidade, cobrindo conteúdos como segurança e higiene no trabalho.

Retrato do sector
A entrada no mercado angolano do grupo sul-africano Shoprite, o maior do continente, em 2003, e do projecto estatal Presild, através das marcas Nosso Super e Poupa Lá, em 2005, deram um impulso importante ao sector da distribuição em Angola nos últimos anos.
   Com efeito, o nascimento de grandes projectos como o Kero, que lançou em 2009 o maior hipermercado do país, assim como os projectos Mega Cash & Carry e o Alimenta Angola, para o segmento grossista, revelaram a forte potencialidade do sector da distribuição.

Para os próximos anos, está ainda confirmada a entrada da marca portuguesa Continente, do grupo Sonae e é também conhecido o interesse de outros operadores internacionais, nomeadamente, o espanhol El Corte Inglés (Espanha) e o grupo Wal-Mart (Estados Unidos), que comprou recentemente a cadeia
sul-africana Massmart.

Entretanto, os operadores actuais darão seguimento a planos de expansão ambiciosos com o objectivo de explorar as potencialidades de um sector que consideram em crescimento.