A direcção da Shoprite Angola manifestou, no município do Curoca, o interesse em estabelecer uma parceria com a empresa agro-pecuária Esopak, para aquisição de produtos deste último, de modo a reduzir as importações e contribuir para o processo de diversificação da economia, segundo o director-geral, Sven Echrof.
O responsável, que falava à imprensa, à margem de uma visita de constatação ao projecto agro-pecuário considerou salutar a grandeza e variedade de produção o que permite um maior volume de oferta para do abastecimento de produtos do sector agrícola e pecuário às suas lojas espalhadas pelo país.
Sven Echrof disse ser uma mais-valia para empresa não sou na garantia de novos empregos, mas também maiores opção de importação de produtos da África do Sul para Angola, bem como exportar produtos angolanos para África do Sul e nos outros países onde estão baseados.
Reconheceu a importância dos empresários nacionais fazerem uma inversão de prioridades, dando maior valor à produção interna e utilizando a importação apenas para complementar o que já existe e é produzido localmente.
Por seu torno o governador do Cunene, Kundy Paihama, considerou salutar a proposta, pois vai permitir não sou alavancar a produção nacional, mas também dinamizar as acções de exportação dos produtos locais para outros países, rumo a diversificação da economia.
O grupo sul-africano da área do retalho, pretende investir 510 milhões de euros em Angola, para aumentar a rede de distribuição no país, que é já uma das suas principais apostas internacionais, com 53 lojas.
O grupo apresentou recentemente um projecto de investimento de 571.749 mil dólares norte-americanos, para “capitalizar a sociedade de modo a aumentar e potenciar a sua rede de retalho em Angola”.
Este investimento segundo apurou o JE, visa “a edificação e a abertura de centros comerciais e supermercados.