O director do Instituto Nacional de Apoio às Indústrias de Pesca e Investigação Tecnológica (Inaip), José Fernandes, disse que a capacitação técnica dos operadores da indústria de pescas e salineira consta das prioridades do sector tendo em vista o processo de diversificação económica em curso no país.
De acordo com o responsável, a transmissão de conhecimento sobre tecnologias de transformação do pescado e controlo de qualidade do sal, vai ajudar os operadores da província a produzir com qualidade, habilitando-os a concorrer no mercado nacional e internacional.
“É nosso dever levar aos operadores informações e actualizações dos mais variados métodos e técnicas de trabalho para que os operadores da província consigam competir no mercado nacional e internacional”, sublinhou.
No curso participaram 64 técnicos das indústrias que operam ao longo da costa da província.
Durante a formação foram ministradas matérias ligadas à alterações bioquímicas do pescado, avaliação sensorial do pescado, métodos de conservação do pescado, tecnologia de extracção e iodização do sal e sistema de garantia da qualidade.
A melhoria do processo de salga e seca do pescado vai permitir a aceitação do peixe no mercado de consumo na cidade de Moçâmedes.