Vinte e cinco jovens do município do Londuimbali, província do Huambo, iniciaram segunda-feira última a beneficiar de cursos gratuitos de culinária a pastelaria, e mecâica oferecidos pelo Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (Inefop).
Na abertura, o porta-voz da administração local, Herculano Ferro Nguli, informou que a formação tem a duração de 90 dias.
O responsável explicou que a acção formativa insere-se na política do governo de fomento ao auto-emprego juvenil, uma vez, que após a formação, os jovens poderão iniciar seus próprios negócios e dar emprego a quem necessita.
Reconheceu que a inserção no mercado de trabalho não requer somente habilitações académicas, sendo indispensável o candidato possuir habilitações técnicas, adquiridas mediante a frequência de um curso profissional.
“Muitos jovens possuem formação académica, de nível superior ou médio, mas estão desempregados. Por esta razão optamos em potenciá-los com formação profissional voltada ao auto-emprego”, argumentou Herculano Ferro Nguli.
Herculano Ferro Nguli deu a conhecer que esta é a primeira acção do género que se realiza neste município, anunciando que posteriormente serão ministrados cursos em outras especialidades, consoante as necessidades manifestadas pela juventude local.
O município de Londuibali possui cerca de 161 mil habitantes. É limitado pelos municípios do Cassongue, Bailundo,
Ekunha Ucuma e Balombo.