Trezentos e 37 jovens conseguiram emprego nos primeiros seis meses deste ano, na província do Huambo, depois de terem remetido as suas candidaturas ao Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP).
Em declarações, à Angop, a responsável local da instituição, Domingas Mundombe, informou que esta cifra representa um aumento de 22 empregados, comparando a igual período de 2016.
Disse que os 337 que estão a trabalhar em empresas privadas do ramo da indústria, construção civil, comércio, hotelaria e prestação de serviço foram seleccionados de um total de 1.381 que, no período em balanço, remeteram suas candidaturas.
Explicou que as empresas que ocorrem ao Inefop para recrutamento de trabalhadores são responsáveis por determinar o critério de selecção, de acordo a natureza do trabalho.
Apelou aos jovens desempregados a procurarem o Inefop, a fim de beneficiarem de formações profissionais gratuitas e orientação profissional, para melhor disputarem o mercado de trabalho.