Mil 344 jovens dos quatro municípios da província da Lunda Sul foram lançados na passada terça-feira, em Saurimo, pelo Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP), após terem concluído os cursos técnico-profissionais em várias especialidades.
No acto de encerramento do ciclo formativo, o chefe dos serviços provinciais do Inefop, André Isuzo, referiu que dos mil 652 jovens matriculados, 989 são do sexo masculino e 663 do sexo feminino, tendo mil 344 terminado os cursos com êxito.
Explicou que os jovens formaram-se nas áreas de informática, electricidade predial e auto, canalização, serralharia, corte e costura, mecânica, carpintaria, decoração, recepção, construção, culinária, pastelaria, mesa e bar, auto frio comercial e industrial, gestão de recursos humanos e empreendedorismo.
Acrescentou que, os cursos mais procurados pelos jovens durante o período de formação foram de informática, decoração e electricidade predial, aguardando deste modo que empregadores públicos e privados empreguem-os, para garantirem o
auto-sustento das suas famílias.
O responsável reafirmou a necessidade da expansão destes serviços nas localidades onde não existem centros de formação profissional, na perspectiva de se formarem jovens que possam contribuir para o desenvolvimento
das suas áreas de jurisdição.
Por sua vez, o director provincial da Educação, Isaías Sacagima, disse que as formações profissionais estão a permitir o surgimento de novos empreendedores, devido a grande aposta do Estado na capacitação dos jovens.
A província da Lunda Sul conta com dois centros públicos de formação profissional, um centro móvel adstrito aos Serviços Prisionais do Luzia e três pavilhões de artes e ofícios, localizados nos municípios de Cacolo, Dala, Muconda e Saurimo.

Menongue destaca-se
Por seu turno, um total de 759 jovens concluíram oficialmente na terça-feira, em Menongue, província do Cuando Cubango, a formação profissional, no âmbito do ciclo formativo/2017.
O encerramento da formação permitiu lançar os técnicos de diversos cursos no mercado de trabalho. Dos 759 estudantes, 546 são do sexo masculino e 213 são do sexo feminino, formados nos cursos de alvenaria, canalização, contabilidade e gestão, carpintaria, corte e costura, electricidade, inglês, informática, mecânica, culinária e pastelaria.
Consta ainda dos cursos de secretariado e gestão e serralharia, com maior número de finalistas, nos pavilhões de artes e ofícios dos municípios do Cuchi, Cuito Cuanavale e Centro Móvel de Menongue.
Na sua intervenção, o chefe do serviço provincial do Inefop, Simão Inácio, disse que foram inscritos 2.445 candidatos, dos quais quinhentos e dois do sexo feminino, matriculados 1.022, dos quais 277 do sexo feminino.
Lembrou que a formação profissional ocupou sempre um lugar de destaque na sociedade, olhando para os desafios do século.