Os dados foram apresentados pelo coordenador das unidades móveis do Instituto Nacional de Formação Profissional (Inefop), Severino Eduardo Joaquim, avançando que os formandos estão a receber formação nas áreas de construção civil, serralharia, informática, electricidade e mecânica, corte e costura, pastelaria e canalização, sendo que esta é terceira fase do
projecto a nível do município.
Beneficiam também desta formações ex-militares e pessoas com necessidades especiais, asseguradas por sete especialistas.
Depois da capacitação, adiantou, Severino Joaquim, que os mesmos serão enquadrados no mercado de trabalho, pois o Inefop estabeleceu parcerias com os empresários no sentido de os empregarem.