O Luanda Medical Center foi reconhecido internacionalmente com o prémio “Sustainability and Operational Excellence Challenge” pelo instituto norte-americano Empea, que analisa investimentos em mercados emergentes.
Segundo um comunicado de imprensa que o JE teve acesso, a Vital Capital, fundo que gere o LMC, foi seleccionada pela sua gestão activa no centro médico, obtendo a maioria dos votos, entre mais de 250 investidores privados em mercados emergentes, durante a cimeira de liderança “Sustainable Investing in Emerging Markets” da

Empea e do Financial Times.
Os membros da audiência votaram a favor da empresa que acreditam que melhor demonstrou um impacto sustentável excepcional numa perspectiva operacional, ambiental e social.
O LMC saiu vencedor entre os três finalistas, onde estiveram também a EM3 AgriServices, empresa que inova na área agrícola na Índia, gerida pela Aspada Investments, e o Eranova, uma das principais plataformas de serviços públicos africanos de acesso às necessidades básicas, gerido pelo Emerging Capital Partners.
Dan Schönfeld, da Vital Capital, disse que o LMC e a Vital Capital estão humildemente honrados e gratos por este prémio.
“Nós vemos esta decisão como uma afirmação da importância e complexidade no investimento privado de capital em mercados emergentes. Temos a esperança que o nosso sucesso com o LMC possa encorajar outros investidores privados a investir em projectos inovadores, que servem fundamentalmente as necessidades das populações
nesses mercados”, disse.
O LMC é um centro médico privado, que tem como visão criar um impacto significativo na população em Angola, através da melhoria dos padrões de cuidados de saúde disponíveis e instalações internacionalmente acreditadas,
operadas e supervisionadas.
Ainda sobre este galardão internacional, Michael Averbukh, director geral do LMC, disse que este prémio é o resultado da mais profunda dedicação por parte de todos os que, diariamente, cuidam dos nossos clientes.
“Temos o privilégio de poder contar com uma equipa multidisciplinar com mais de 300 colaboradores, de entre os quais, mais de 200 são activos angolanos, desde a equipa de atendimento ao cliente, a enfermeiros e técnicos, médicos e administrativos. Juntos, temos no nosso ADN, a motivação, competência e profissionalismo para fazer a diferença na vida de todas as pessoas que acolhemos no LMC, através de experiências positivas, melhorando significativamente o acesso aos cuidados
de saúde de toda a população.”

Luanda Medical Center
Inaugurado em Fevereiro de 2015, o LMC é um centro médico privado, que conta com uma equipa de profissionais de saúde multidisciplinar, oriundos
de 16 países diferentes.
O centro médico dispõe de um bloco operatório, unidade de urgências em ambulatório e mais de 20 especialidades disponíveis, de entre as quais se destacam Pediatria, Ginecologia/Obstetrícia, Medicina Geral e Familiar, Medicina Interna, Oftalmologia,
Psicologia e Cirurgia Plástica.
O Luanda Medical Center tem um compromisso acrescido de responsabilidade social, que passa por prestar apoio nas áreas da prevenção, educação e saúde a outras organizações públicas e privadas, com as quais partilhamos objectivos e estratégias, num compromisso de solidariedade, promoção da dignidade e autonomia das pessoas dependentes e suas famílias.
Sobre o Instituto Empea
O Instituto Empea, situado em Washington D.C., Estados Unidos da América, designa-se como uma plataforma de pesquisa e educação, cujos objectivos são o acelerar o uso de capitais privados de modo a apoiar o empreendedorismo e a inovação nos mercados emergentes, beneficiando assim as gerações futuras.