O Grupo empresarial “WM- Lucalagro” vai investir, até Fevereiro do próximo ano, 11 milhões de dólares-americanos, na construção de uma fábrica de ração animal, no município de Lucala, província do Cuanza Norte, cuja primeira pedra para a edificação foi lançada terça-feira, pelo governador provincial, José Maria dos Santos.
A fábrica de rações “KN-Nutrição Animal”, com uma capacidade de produção de 20 toneladas/hora, vai ser construída num espaço de três mil e 500 hectares e é um investimento privado do grupo “ WM-Lucalagro”.
Terá também estruturas de ensacamento e armazenamento de cereais em bruto com capacidade de até 10 mil toneladas de milho e quatro mil de soja.
A futura unidade fabril será equipada com tecnologia de ponta da indústria agrária, da nutrição e alimentação animal, contará igualmente com uma linha de distribuição a granel de ração e prestará apoio aos sectores da bovinicultura, avicultura, suinocultura caprinocultura e a piscicultura.
A estrutura contará também com uma área de recepção de milho e soja cultivado pelos produtores da região, assim como criará 50 empregos directos e 100 indirectos.
O projecto contempla ainda uma área de mil e 400 hectares para o cultivo de milho e soja.
Na ocasião o promotor do projecto, o empresário Rogério Leonardo, referiu que a acção visa apoiar as iniciativas de criação animal e estimular o surgimento de criadores de gado na região.
Por seu turno, o director do Gabinete Provincial do Cuanza Norte da Agricultura, Florestas e Pescas, Walter Demba, destacou a magnitude do projecto, referiu que a acção contribuirá para o estímulo à produção de cereais aos pequenos, médios e grandes agricultores, bem como dos
camponeses da região.