A província da Lunda Sul, vai ganhar a partir de Novembro deste ano, um pólo de desenvolvimento diamantífero, cujas obras estão na fase conclusiva.
As infra-estruturas a serem erguidas numa área de 30 hectares na localidade de Muangueji, há cerca de 11 quilómetros de Saurimo, pela empresa Engevia, está orçado em mais de 70 milhões de dólares norte-americanos e garantiu mais de 300 postos de trabalho.Em entrevista à imprensa à margem da visita dos secretário da Economia, Geologia e Minas Jânio da Rosa Correia Victor, os presidentes dos Conselhos de Administração da Sodiam, Bravo da Rosa, da Endiama, Ganga Júnior, e do Instituto de Geologia, Canga Xiaquivuila, o encarregado de obras, Paulo Pinheiro, apontou que o espaço reserva a construção de edifícios e centros de convenções, área comercial e de estacionamento, centro de formação profissional da Endiama e de avaliação de diamantes e naves industriais.
Acrescentou que a área comporta ainda uma fábrica de lapidação de diamantes com capacidade de processar quatro quilates de diamante bruto/mês, numa primeira fase, e central hídrica com capacidade para produzir cinco megawatt de energia térmica e solar, além de repartições fiscais e bancos.
O presidente do Conselho de Administração da Empresa Nacional de Comercialização de Diamantes em Angola, Sodiam, Bravo da Rosa, sublinhou que a entrada em funcionamento dos empreendimentos vai proporcionar cerca de mil postos de trabalho numa primeira fase.
Referiu que actualmente a Sodiam está num nível de utilização de cerca de 4 por cento da produção total de diamantes e garante que com o surgimento de outras o objectivo é aumentar até os 20 por cento.