O grupo Sun Ocean, formado pelas empresas Sun Ocean Holdings (Angola), Embasa (Guiné Equatorial) e a QG African Infrastructure recebeu a aprovação formal da Unidade Técnica para Investimento Privado (Utip) para apostar no mercado nacional.
Segundo uma nota de imprensa da instituição que o “JE” teve acesso, o grupo Sun Ocean é um projecto no sector de bebidas de Angola com a capacidade de produzir, embalar e distribuir sumos, água e vinhos, com o objectivo de contribuir para o crescimento da economia.
A nota que não avança o valor do investimento, acrescenta que, a Utip, cuja função é receber, analisar e gerir o investimento privado, tomou em consideração a justificativa socioeconómica do projecto no contexto angolano, particularmente no sector de bebidas.
Além disso, prossegue o documento, a aprovação dá luz verde igualmente para o modelo financeiro de projectos e avaliação de viabilidade.
O director-geral do grupo Quantum Global, Martin Bachmann, disse que está satisfeito com a criação deste projecto, sobretudo, por receber a aprovação da Utip.
“Agradecemos aos gestores da Utip bem como aos nossos novos parceiros pelo seu empenho. A Quantum Global está entusiasmada em investir numa área que contribuirá significativamente para o crescimento do sector de bebidas em Angola, bem como para a diversificação da economia do país”. Disse.
O documento assegura que, quando estiver totalmente operacional, o empresa terá uma meta de produção de mais de 80 milhões de litros/ano e empregará mais de 400 trabalhadores. A nova unidade ocupará uma posição única no mercado de bebidas em Angola, um mercado que mostra progressos significativos no aumento da riqueza, da sustentabilidade macroeconómica e da diversificação da economia nos últimos anos.
A unidade vai trabalhar para desenvolver a produção local.