ADÉRITO VELOSO

O vice-ministro do Comércio, Gomes Cardoso, disse em entrevista exclusiva ao JE que o Programa de Reestruturação do Sistema de Logística e Distribuição de Produtos Essenciais à População (Presild) tem estado a criar pilares fundamentais para o desenvolvimento sustentável e harmonioso do país, desde a sua institucionalização.

“Podemos dizer que os principais objectivos do Presild estão a ser atingidos. Primeiro, porque criou-se o quadro jurídico-legal para a disciplina, ordenamento e exercício da actividade comercial em Angola, criaram-se os conceitos sobre parcerias público-privadas, onde o Estado assumiu o seu papel de promotor institucional e, ao mesmo tempo, definiu o privado como parceiro estratégico, por outro lado, também, definiram-se novos incentivos financeiros e de seguros”, disse Gomes Cardoso.

O governante destacou ainda que, no quadro da construção de infra-estruturas comerciais, o Presild já criou vários empreendimentos comerciais.

“No domínio do mercado grossista, estão em curso obras de grande envergadura nas províncias de Luanda e no Huambo, onde estão a ser erguidos os Centro de Logística e Distribuição (CLODs), que vão criar, pela primeira vez, as plataformas de logística e distribuição estruturadas na rede integrada de logística, no mercado de abastecedores em hipermercados grossistas e também em entrepostos de logística”, acrescentou, antes de anunciar estar em curso a criação de infra-estruturas que vão reorganizar todo o comércio a retalho.

Rendimentos

Com cerca de 29 supermercados erguidos em todo o território nacional, a rede de supermercados Nosso Super já atendeu mais de 21 milhões de cidadãos e facturou acima de USD 300 milhões.

“ A razão de um ticket médio (valor médio das vendas de um determinado estabelecimento comercial) por dia de USD 14,56”, contabilizou.

Está também em construção a Rede Comercial de Proximidade, que visa oferecer bens e serviços aos cidadãos.

“ Esta rede tem como perspectiva a construção no país, num horizonte de cinco anos, de cerca de 10 mil estabelecimentos comerciais. Esperamos, a curto prazo, trabalhar para termos cerca de 164 unidades comerciais nas províncias de Cabinda ao Cunene”, augurou.

Empreendimentos municipais

No quadro da política governamental de proximidade de bens e serviços às populações, está em construção em todo o país a rede de mercados municipais, urbanos, suburbanos e rurais modernos.

“ São centros comerciais para o nosso povo, uma vez que oferecem um conjunto de serviços, não só na comercialização de produtos, como também na prestação de serviços ao cidadão”, revelou antes de revelar terem sido inaugurados alguns centros deste pacote nas províncias do Bié, Benguela e Huambo.

Como último desafio alcançado no quadro do Presild, o governante destacou a criação de duas lojas pedagógicas, na províncias de Luanda e Huambo, a funcionarem em pleno.

“Estas lojas estão a formar os comerciantes em vários domínios, desde matérias do comércio ao nível teórico, bem como ao nível prático. É uma inovação no nosso mercado, nós estamos a formar os nossos agentes económicos, tendo em atenção a evolução mundial do comércio e também das necessidades dos consumidores do século XXI. Devo dizer que, como instrumento de regulação de preços de produtos básicos no mercado angolano, o Presild Nova Rede Comercial soma cada dia que passa mais vitorias, e nós acreditamos que, a médio e longo prazos, teremos a nossa rede comercial devidamente reestruturada e reorganizada no sentido de oferecer o mais próximo possível bens e serviços ao cidadão a preços justos”, defendeu.

O Presild foi criado em 2006 com o objectivo de reestruturar o sistema logístico e de distribuição de produtos essenciais, garantindo o abastecimento regular destes produtos às populações a preços justos e com níveis de qualidade adequados.

O Programa abrange mudanças estratégicas, que vão da actualização do quadro legal vigente no país à construção de novas infra-estruturas para o comércio grossista e retalhista. Inclui também a criação de incentivos financeiros, fiscais e produtos de seguro, bem como a formação profissional de comerciantes e trabalhadores.