O empreendedorismo juvenil, enquanto uma das práticas que os jovens devem apostar para melhorar as suas condições sociais, deve ser feito de forma mais agressiva, devendo cada um estar determinado e aproveitar as suas habilidades neste domínio .
Esta consideração foi feita pela ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula Sacramento Neto, na sua deslocação à província de Malanje, onde avaliou as infra-estruturas desportivas dos municípios de Malanje, Cacuso, Luquembo, Cangandala e Mucari, bem como manteve encontros com líderes associativos e desportivos.
A governante disse ser determinante que a juventude mude a sua forma de ser e de agir, começando por aprimorar as suas capacidades no que toca ao exercício do empreendedorismo juvenil, o que contribui na geração de empregos para outros jovens e consequentemente catapulta o país a um nível de
desenvolvimento considerável.
Por sua vez, o vice-governador de Malanje para o sector político, social e económico, Domingos Eduardo, considerou que muitos jovens enveredam para o mundo do alcoolismo e da prostituição por falta de oportunidades para a melhoria de suas vidas, por isso a concretização de projectos voltados à ocupação dos jovens é essencial. Em Malange foi lançado o projecto JIRO (Juventude Formada,Responsável e Organizada).