O Presidente da República, João Lourenço, empossou ontem, quinta-feira, no Palácio Presidencial à Cidade Alta, em Luanda, o novo ministro dos Transportes, Ricardo Daniel Sandão Queirós Viegas de Abreu. Na ocasião, apelou à atenção especial na gestão das empresas do ramo e à qualidade dos serviços que prestam à população. O Titular do Poder Executivo pediu especial atenção para a companhia aérea de bandeira, Taag, que dentro de pouco tempo passará a operar a partir do novo aeroporto internacional, que se espera vir a dignificar o país. Para João Lourenço, o sector dos transportes desempenha um papel importante para qualquer economia e para a mobilidade dos cidadãos. O Presidente da República disse saber de empresas “sobredimensionadas” em termos de mão-de-obras e recomendou soluções de equilíbrio que defendam os interesses do Estado, mas também os interesses dos trabalhadores, por serem chefes de família. O Chefe de Estado orientou a conclusão das grandes empreitadas de infra-estruturas portuárias, aeroportuárias e ferroviárias. A Ricardo de Abreu, João Lourenço pediu soluções mais arrojadas para o transporte público urbano e interurbano, sobretudo nas grandes cidades, com destaque para Luanda, com perto de nove milhões de habitantes.
Aquando da nomeação do novo ministro dos Transportes, em outros despachos, a Casa Civil do Presidente da República fez saber que foram também nomeados, noutro despacho e com base na proposta do Conselho Superior da Magistratura Judicial, Exalgina Renée Vicente Olavo Gambôa, para o cargo de Juíza Conselheira do Presidente do Tribunal de Contas; Domingas Alexandre Garcia, para o cargo de Juíza Conselheira do Vice-Presidente do Tribunal de Contas; Elisa Rangel Nunes – Juíza Conselheira do Tribunal de Contas; Joaquim Mande – Juiz Conselheiro do Tribunal de Contas e Rigoberto Kambovo – Juiz Conselheiro do Tribunal de Contas.