Angola recebe de 26 de Maio a 2 de Junho do ano em curso mais uma missão empresarial no âmbito do projecto de internacionalização Agronegócio da CPLP 2017/2018, orçado em 38 mil 340 euros, promovido pela Câmara Agrícola da Lusofonia (CAL).
Segundo apurou o JE, de fontes da organização, Angola é um mercado que oferece inúmeras oportunidades, ocupando mesmo para muitas empresas portuguesas um lugar de relevo no destino das suas exportações, nomeadamente no sector agroalimentar. Portugal tem, efectivamente, condições para manter uma posição de relevo económico em Angola, podendo apostar neste país como plataforma para atingir outros mercados africanos circundantes.
Dados do INE sobre as exportações portuguesas relativas ao ano de 2016 dá nota de um total de 5.515 empresas exportadoras para Angola, facto bastante positivo e motivador de negócios futuros.
A comitiva empresarial participante beneficiará da network única que a CAL dispõe no espaço lusófono.

Internacionalização
O Programa de Internacionalização do Agronegócio CAL 2017/2018 envolve um conjunto de acções no espaço lusófono, as quais incluem missões empresariais e feiras internacionais.
A CAL através do seu programa, que se pauta pela sua abordagem transversal no sector do agronegócio, proporciona às comitivas empresariais, contactos com diversas entidades de relevo para empresas do agronegócio. Possibilita-se aos participantes uma visão ampla do agronegócio, obtendo-se informações de interesse comercial, relativas às oportunidades e constrangimentos em diversos sectores através de: empresas locais, entidades governamentais, bancárias, jurídicas, operadores de transportes internacionais, entre outros.
Pretende-se apoiar a internacionalização de pequenas e médias empresas (PME) do agronegócio, especialmente vocacionadas para a indústria agro-alimentar para os países da CPLP em áreas de negócio como cereais, carnes frescas ou transformadas, lacticínios, azeite, hortofrutícolas, vinhos, maquinarias agrícolas, entre outras

Sobre a CAL
A Câmara Agrícola Lusófona, é uma associação empresarial sem fins lucrativos que promove a divulgação do agronegócio em território nacional e internacional com particular ênfase nos países de língua portuguesa, nomeadamente Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.
É uma plataforma que permite às organizações e às empresas estabelecerem parcerias para promover a internacionalização, a inovação e o empreendedorismo. Trata-se de uma entidade reconhecida pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, da Economia, Agricultura e do Mar e pela CPLP- Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa.