A multinacional brasileira Odebrecht irá investir neste ano, no país, entre 800 milhões a um bilião de dólares nas mais diversificadas áreas, segundo disse nesta quarta, em Luanda, o seu responsável máximo, Emílio Odebrecht, à saída de um encontro com o Presidente angolano, José Eduardo dos Santos.

Sobre o encontro, Emílio Odebrecht, referiu a jornalistas, que foi como sempre, uma ocasião para a "prestação de contas ao Presidente sobre aquilo que ele nos confiou, não só na área de prestação de serviços como também na de investimentos brasileiros em Angola".

Igualmente se analisou futuras áreas de cooperação e consequentemente quais são as prioridades do governo, assim como o que se fez no passado.

Relativamente às prioridades, Emílio Odebrecht referiu que estas passam, tal como no mundo inteiro pela geração de novos postos de trabalho.

"Hoje temos cerca de 27 mil angolanos a trabalhar na Odebrecht, é realmente um desafio muito grande, (...) e penso que todos os problemas que surgem têm sido superados dentro do nosso compromisso com Angola e com o seu Governo", referiu.

No ano passado investiu-se fortemente nos sectores da construção civil, agricultura, imobiliario, indústria, entre outros e mediante as "prioridades do governo e novos investimentos que estamos a estudar tudo isto poderá ser realizado ainda este ano", disse.