A Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social procedeu na semana finda, em Menongue, Cuando Cubango, ao lançamento oficial do Plano de Acção de Promoção de Empregabilidade (PAPE), com objectivo de dinamizar um conjunto de acções, actividades e projectos para alavancar a geração de emprego.
O plano vai, a nível do país, abranger 243 mil beneficiários, está orçado em 21 mil milhões de kwanzas e os montantes para os beneficiários variam de mil e 5 mil dólares equivalente em kwanzas.
Ao discursar no acto de lançamento, o ministro da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, Jesus Maiato, explicou que o PAPE prevê criar 243 mil novos postos de trabalho, para contribuir na estabilidade dos empregos criados e a redução dos níveis de desemprego.
Com a iniciativa, pretende-se aumentar a capacidade institucional dos centros de formação profissional e de emprego públicos e privados, através da melhoria da sua organização e funcionamento, da qualidade da oferta formativa, bem como da extensão da rede das unidades formativas e de emprego.
Fomentar e apoiar o espírito de iniciativa dos empreendedores, fundamentalmente de jovens e mulheres, valorizar o exercício das profissões, através da atribuição das carteiras profissionais e dar a oportunidade de estágios profissionais aos cidadãos recém-formados, constam igualmente dos objectivos.