A formação profissional dos jovens na área de mecânica está mais dinamizada com a inauguração, recente, do primeiro Pavilhão Ocupacional de Prestação de Serviços, erguido no bairro do Tchioco, arredores da cidade do Lubango, província da Huíla.
O empreendimento erguido no âmbito do programa do Executivo angolano que visa dar dignidade às profissões, valorizar resultados e servir a população, tem a capacidade para albergar mais de 200 jovens em cada ciclo formativo, que foi inaugurado pelo governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge.
Enquadrado no modelo “Pro Trabalho” de promoção de emprego, destina-se a formar jovens nas áreas de bate-chapa, mecânica, pintura, electricidade auto e frio.
Construído com fundos do Programa de Investimentos Públicos, dispõe de uma sala de laboratório de electromecânica, electricidade, oficina de electromecânica e sala de teoria de electromecânica. Tem ainda uma oficina de reparação de aparelhos de ar condicionado, oficina de mecânica de fluídos, de mecânica auto, oficina de recauchutagem, escritório para o responsável e outras áreas.

Satisfação
A inauguração do primeiro Pavilhão “Pro Trabalho” aberto no Lubango, já está a despertar o interesse de muitos jovens frequentarem o curso profissional na área de mecânica.
Antónia João, 25 anos, testemunhou a inauguração do pavilhão. Moradora, no bairro adjacente do local onde foi construído o empreendimento, disse que, no próximo ciclo formativo, vai coadunar a formação académica com a profissional, de modo a ter muitas valências no mercado de emprego.
Estudante do curso de Contabilidade e Gestão, no Instituto Médio de Economia do Lubango, Antónia João disse que, o centro convida qualquer jovem que vive, não só no bairro do Tchioco.
Joaquim Adão, outro morador do bairro, disse que já escolheu o curso de bate chapa, porque há muita procura neste domínio.
Já o jovem Calixto, 18 anos, escolheu o curso de Mecânica. Segundo ele, o parque automóvel da cidade do Lubango e da província da Huíla, no geral, está a crescer.

Mais-valia
Por sua vez, o administrador do bairro do Tchioco, Afonso Domingos, reconheceu os avanços que a sua jurisdição regista.
Disse que o crescimento dos serviços sociais no bairro é visível e estão a se reflectir na qualidade de vida das populações locais.
Acrescentou que a par destes projectos, já funciona em pleno a escola de seis salas construídas com fundos do financiamento do Fundo de Apoio Social (FAS).
Por sua vez, o governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, disse que a infra-estrutura é um contributo valioso na formação dos jovens locais.
O pavilhão, referiu, é uma mais-valia porque vai ajudar aos jovens ter espaço no mercado de trabalho.
Para o governante, os cursos técnicos são importantes para o desenvolvimento da comuna, município, província e país no seu todo.