Os investimentos do Executivo em infra-estruturas de apoio à criação de perímetros irrigados em várias regiões, permitiram impulsionar a produção da banana no país, o que revela como forte potencial para dinamizar as exportações. Foi, precisamente, fruto dessa aposta que em 2015 o país atingiu uma produção total de 3,6 milhões de toneladas/ano, mantendo os níveis de produção actuais.
A exportação de banana para o exterior tem impulsionado a produção e permitido a entrada de divisas ao país.
O êxito foi mercê da aplicação de equipamentos com tecnologia avançada nos Perímetros Irrigados aplicada pelos grandes e pequenos produtores.

Potencial
As 18 províncias do país têm potencialidades de crescimento a nível da produção da banana. Segundo estatísticas do Ministério da Agricultura e Florestas, na região onde estão localizadas as províncias de Luanda, Cabinda, Zaire, Uíge, Malanje, Cuanza Norte, Bengo, Lunda Norte e Lunda Sul, a produção atingiu 1,7 milhões de toneladas de banana. As províncias do centro (Cuanza Sul, Benguela, Huambo, Bié e Moxico) produziram 1,6 milhões de toneladas de banana. As províncias da Huíla, Namibe, Cunene e Cuando Cubango apresentaram uma produção de 249 mil toneladas.
A fonte acrescenta que o consumo da banana em Angola aumentou exponencialmente nos últimos anos e hoje é praticamente impossível falar de uma eventual escassez do produto. “Mesmo em zonas mais afastadas dos grandes centros de produtores, é possível encontrar banana nacional a preço acessível”, disse.

Bengo
Segundo um documento a que o JE teve acesso, o Perímetro Irrigado de Caxito (4.628 hectares) é um bom exemplo do papel do investimento público nesse segmento negócio, tendo ajudado a aumentar a actividade produtiva na província do Bengo, registando números expressivos de cultivo e aumentando a cada ano a sua quota na produção nacional. A província está a garantir ao país a exportação de banana para a República de Democrática do Congo e Namíbia. Até ao momento, 120 toneladas já foram exportadas para a RDCongo através da empresa Novagrolíder. Depois de Portugal, a empresa exportará a banana de produção nacional “Angolanita” para Holanda, Alemanha e Itália.

Benguela
A província de Benguela também deu um contributo significativo com uma produção aproximada de 812 mil toneladas em 2015. Este volume de produção foi possível com a forte aposta do Estado na instalação do perímetro da Catumbela que proporciona colheitas superiores a milhares de toneladas por ano, com primazia para a banana, maracujá e algumas hortícolas. O perímetro da Catumbela, que beneficiou de um investimento 9 milhões de dólares, já garantiu mais de 120 postos de trabalho. Em Benguela, a cultura da banana é comum no vale do Cavaco (Catumbela), onde é explorada uma area de 1.717 hectares. Nessa região, o sector empresarial detém 538 explorações agrícolas industriais e 112 familiares. Em 2018, foram exportadas 27 toneladas de banana para Portugal, a par de outras 1.200 toneladas que são exportadas anualmente para a vizinha República do Congo.