O ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social, Manuel Nunes Júnior, garantiu recentemente, em Luanda, que o Conselho de Ministros apreciou, nos últimos dias, um programa destinado ao aumento da produção nacional, promover as exportações e baixar os actuais níveis de importações que o país regista.

Manuel Nunes Júnior, que falava à imprensa no termo dos trabalhos da organização dos produtores de Petróleo de África, (APPO), disse que o programa apreciado pelo Conselho de Ministros vai ser submetido a um processo de auscultação junto da classe empresarial do país com vista à recolha de contribuições para o seu enriquecimento.
O governante garantiu, que por parte do Executivo, tudo será feito para garantir o sucesso deste programa, porque “estamos plenamente conscientes da sua importância para o futuro”.
Durante o seu discurso Manuel Nunes Júnior, assegurou que o país quer uma economia que tenha um crescimento sustentado e não dependente do petróleo. Acredita que o governo está consciente de que a solução definitiva passa pela diversificação da economia de Angola, através da aposta na produção nacional, sobretudo na produção da cesta básica, só assim, o país poderá aumentar o emprego, erradicar a fome e a pobreza extrema e apostar no aumento do rendimento do cidadão assim como no bem-estar e a qualidade de vida de cada angolano.