O Plano de Acção para Promoção da Empregabilidade (PAPE), a ser lançado nesta sexta-feira, na província do Cuando Cubango, e orçado em 21 mil milhões de kwanzas, vai beneficiar 250 mil cidadãos em todo o país.
O programa, que será alargado até 2021, vai permitir aos contemplados beneficiar de micro-crédito, visando a aquisição de kits profissionais para o criação de negócios, de acordo com o director-geral do Instituto Nacional de Formação Profissional (INEFOP), Manuel Mbangui, que falava ao Jornal de Angola.
Para o Cuando Cubango, estão identificados 170 projectos que vão beneficiar de micro-créditos, 17 projectos para apetrechar e atribuição de carteiras profissionais a 25 pessoas.
O PAPE é um programa que tem por objectivo reduzir a taxa de desemprego, combater a pobreza, a vulnerabilidade e fazer crescer a economia, tornando Angola num país melhor.
A cerimónia de lançamento do PAPE vai ser presidida pelo ministro da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, Jesus Maiato, e prestigiada pela presença do governador local, Júlio Bessa. Seis meses depois da publicação em Diário da República, o PAPE coloca à disposição, a partir de sexta-feira, o correio electrónico oficial www.pape.gov.ao, onde os interessados devem inscrever-se para aderir ao programa.
Outros meios de inscrição podem ser feitos através dos centros de emprego e de formação profissional, SIAC e os correios electrónicos www.maptss.gov.ao, pape@maptss.gov.ao.
Estará ainda disponível no Serviço de Plataforma Electrónica (Sepe) e em aplicativos para telemóveis, incluindo a linha telefónica 222 338 940, bem como nas redes sociais.
Mais de 200 jovens, que vão beneficiar do programa nesta primeira fase, estão expectantes com o lançamento do PAPE, por considerarem uma esperança para melhorar a sua condição de vida.
Dados publicados recentemente pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) indicam que a província do Cuando Cubango está entre as que têm maior índice de desemprego no país.
A escolha da província para o lançamento foi de propósito.