António Eugénio

O grupo empresarial Comfabril vai investir ainda em 2010 mais de USD 5 milhões na recuperação de todas as suas infra-estruturas de apoio ao desenvolvimento da actividade agrícola nas províncias de Cabinda, Benguela, Huambo e Namibe.

De acordo com o administrador para a área de distribuição, Fernando Osório Firmino, este investimento visa também colocar à disposição destes mercados peças e sobressalentes de tractores da marca New Holland, da qual o grupo é representante oficial no país, perspectivando assim a aceleração da produção agrícola nestas províncias.

Outra aposta para este ano, segundo o responsável, passa pela reabilitação completa da fábrica de fertilizantes Agran, localizada no município de Cazenga, em Luanda. Para este projecto serão investidos mais de USD 1 milhão. Pretende-se com esta acção imprimir maior dinâmica na produção de fertilizantes no mercado interno e contribuir no desenvolvimento do sector agrícola.

A Agran, empresa que tem parceria directa com o Ministério da Agricultura, tem uma capacidade de processar 100 mil litros de fertilizantes diversos por ano, e possui como mão-de-obra especializada vinte e dois trabalhadores, todos nacionais.

Importação

O director Fernando Firmino disse também que a empresa vai manter a aposta na importação dos tractores da marca mundial New Holland, face ao adiamento da implementação de uma linha de produção no país.

Para este ano, a firma pretende canalizar em Angola mais de 100 tractores desta marca para os seus principais clientes.

O administrador, em entrevista ao JE, referiu que o número de tractores a ser obtido no mercado externo é insuficiente, porém considera como única forma para contribuir no desenvolvimento agrícola do mercado angolano.

“O programa prevê a importação de tractores de 70 a 170 cilindradas, factores que vão concorrer para estipular o preço de venda. Por exemplo, um tractor de 70 cilindradas vai custar ao cliente cerca de USD 40 mil, e o de maior cilindragem vai ser vendido ao preço de USD 150 mil”, disse.

Além da venda dos meios de trabalho, a Comfabril também garante a assistência e tem disponíveis peças e sobressalentes para os clientes que obtiverem os tractores naquela firma.

Características

Os tractores de marca New Holland, de acordo com Fernando Firmino, apresentam múltiplas vantagens em comparação com outras marcas. Por exemplo, a série TT 55 apresenta uma tracção de quatro rodas, fácil capacidade de elevação e elevada potência de tracção, além de manter uma grande eficácia relativamente ao combustível. A mesma tem engrenagem parcial e sincronizado, com uma velocidade lenta opcional.

A cobertura do motor inclinado e o escape montado na parte lateral fornecem uma visão frontal desimpedida. Os faróis estão colocados de modo a iluminar uma vasta área quando este trabalha numa área escura.

Estes tractores estão equipados com motores Iveco, reconhecidos a nível mundial pela sua robustez e fraco poder de poluição que oferecem. Também estão equipados com bombas de injecção de combustível rotativo.

Fernando Firmino disse ainda que uma outra vantagem é por apresentar um mecanismo de transmissão com 24 velocidades de marcha à frente e seis atrás, bomba de direcção assistida que concorre para uma capacidade de manobra fácil e cuidada.

Formação

Na perspectiva de garantir um desempenho eficaz dos meios, a Comfabril vai promover, ainda este ano, 20 acções formativas nas áreas comerciais, operadores de tractores e varias outras áreas que concorrem para o sucesso do tractor.

A primeira acção formativa vai abranger um universo de 15 pessoas e terá uma duração de 15 dias para cada módulo de especialidade. A acção formativa estará a cargo de especialistas ao serviço da empresa.

Vão aderir à acção formativa alguns operadores de clientes da firma e várias pessoas ligadas ao manuseamento de tractores, desde que sejam da firma New Holland. Contudo, a fonte adianta que o primeiro módulo, com arranque previsto para o mês de Março, conta já com uma aderência aceitável.

“Temos de apostar na formação, para garantirmos um funcionamento eficaz do tractor e permitir que o tempo útil do meio dure mais tempo para o bem do nosso cliente”, disse.

Crise financeira impediu a comfabril montar uma fábrica de tractor em Angola

Para sustentar o mercado a firma angolana vai importar este ano mais de 100 tractores

A crise financeira que assolou o mundo durante o ano passado inviabilizou a montagem de uma fábrica de tractores de marca New holland, na cidade do Lobito na província de Benguela, pela comfabril representante exclusivo da marca no mercado angolano há 55 anos.

Com a montagem da fábrica previa-se que a oferta destes meios de trabalho, estivesse ao alcance dos interessados a custos baixo e também deveria gerar mais de 200 postos de trabalho para nacionais.

Face ao adiamento sem data prevista a comfrabil, vai manter a aposta na importação dos tractores. Para este ano, a firma pretende canalizar em Angola mais de 100 tractores desta marca para os seus principais clientes.

O administrador para a distribuição da comfabril, Fernando Osório Firmino em entrevista ao JE, referiu que o número de tractores a ser obtido no mercado externo é insuficiente, porem considera como única forma para contribuir para o desenvolvimento agrícola no mercado angolano.

O programa prevê a importação de tractores de 70 a 170 cilindragem factores que vão concorrer para estipular o preço de venda. Por exemplo um tractor de 70 vai custar ao cliente cerca de USD 40 mil, e o de maior cilindragem vai ser vendido ao preço USD 150 mil.

Alem da venda dos meios de trabalho a comfabril também garante a assistência e tem disponíveis peças e sobressalentes, para os clientes que obtiverem os tractores naquela firma.

A retoma económica de acordo com a fonte, vai determinar que seja traçada nova estratégia para a montagem da fábrica na cidade portuária do Lobito, disse.

A New Holland que é líder mundial no negócio de tractores tem disponíveis em Angola através da Comfabril, ceifeiras de buldosas, enferdadeiras, corta ferragem, gruas para agricultura e alfaias. Em Angola tem disponíveis mais de 50 empregos para nacionais, além de uma outra dezena de expatriados.

Características do tractor

Os tractores de marca New Holland de acordo com a fonte apresentam múltiplas vantagens, em comparação com outras marcas. Por exemplo a série TT 55 apresentam uma tracção de quatro rodas, fácil capacidade de elevação e potência de tracção excepcionais e mantêm uma grande eficácia relativamente ao combustível.

Tem engrenagem parcial e sincronizado, com uma velocidade lenta opcional. A cobertura do motor inclinado e o escape montado na parte lateral fornece uma visão frontal desimpedida, os faróis estão colocados de modo a iluminar uma vasta área quando trabalhar numa área escura.

Estes tractores estão equipados com motores Iveco, reconhecidos a nível mundial pela robustez, oferecem pouco poder de poluição, e estão equipados com bombas de injecção de combustível rotativo, que garantem uma queima de combustíveis adequado, aumentando assim a eficácia do combustível.

Fernando Osório Firmino, disse ainda que uma outra vantagem é por apresentar um mecanismo de transmissão com 24 velocidades de marcha à frente e seis atrás, bomba de direcção assistida que concorre para uma capacidade de manobra fácil e cuidada.

Formação

Na perspectiva de garantir um desempenho eficaz dos meios a comfabril vai promover ainda este ano 20 acções formativas nas áreas comerciais, operadores de tractores, e varias outras áreas que concorrem para o sucesso do tractor.

A primeira acção formativa, vai abranger um universo de 15 pessoas e terá uma duração de 15 dias cada modulo de especialidade. A acção formativa estará a cargo de especialistas ao serviço da comfabril.

Vão aderir a acção formativa alguns operadores de clientes da firma e várias pessoas ligadas ao manuseamento de tractores desde que sejam da firma New Holland. Contudo a fonte adianta que para o primeiro módulo com arranque para o mês de Março conta já com uma aderência aceitável.

“ Temos de apostar na formação, para garantirmos um funcionamento eficaz do tractor e permitir que o tempo útil do meio dure mais tempo para o bem do nosso cliente”.

Uma outra perspectiva a implementar a curto prazo pela administração da comfabril, vai incidir na recuperação de todas as infra-estruturas nas províncias de Benguela, Huambo, e Cabinda, Namibe e Lobito.

Nestas localidades, está prevista a venda de tractores e comercialização de peças e sobressalentes.

Pesticidas

Outra aposta para este ano passa pela reabilitação completa da fábrica de fertilizantes Agran localizado no município de Cazenga, em Luanda. Para este projecto serão investidos mais de USD 1 milhão.

Agran que é um parceiro directo do ministério da agricultura tem uma capacidade de processar 100 mil litros de fertilizantes diversos durante um ano.

Pretendesse com está acção imprimir maior dinâmica na produção de fertilizantes no mercado interno, para contribuir para o desenvolvimento do sector agrário.

Actualmente a fabrica possui uma mão-de-obra nacional de 22 pessoas.