O evento reuniu bancários, empresários, advogados, consultores, auditores, académicos e demais interessados no tema em abordagem e visou reforçar os conceitos de “Due deligence”, “Compliance” e as garantias e vantagens desta modalidade de pagamento.
O evento coordenado por Nádia Esperança Feijó contou com as presenças de Arnold Figueira, advogado e espeialista em direito comercial e o economista, Fábio Sebstião, especialista em economia monetária.
A compreensão dos processos ligados às importações e exportações mediante cartas de crédito (instrumento básico do comércio internacional e meio de providenciar ao comprador e vendedor de uma mercadoria, normalmente em países diferentes, um sistema para certificar a segurança de ambos), que é neste momento a via pela qual o Banco Nacional de Angola está a proceder a liquidação dos compromissos cambiais com o exterior.
De acordo com Nádia Esperança Feijó, o objectivo da Rede Inovar com estas iniciativas é disponibilizar, fora das salas de aulas, conhecimento especializado, uma vez que na formação académica-universitária nem sempre tais portunidades são garantidas.