O sector hoteleiro nacional espera contar com dois mil e 810 pessoas para trabalhar de forma efectiva no Campeonato Africano das Nações (CAN2010), a realizar-se em quatro províncias, anunciou nesta terça, em Luanda, o ministro da Hotelaria e Turismo, Pedro Mutindi.

De acordo com Pedro Mutindi, que falava durante uma reunião de concertação com os operadores privados, um total de oitocentos e 57 pessoas trabalharão em novos hotéis, e outros terão enquadramentos nas demais áreas do sector.

Segundo o governante, estes quadros, que se deverão juntar à força de trabalho existente, farão a recepção dos turistas, através das agências de viagens e turismo, em pólos de atracções turísticas de províncias que de forma directa vão albergar as competições, e outros locais.

Pedro Mutindi ressaltou ser importante que haja interligação de esforços e junção de ideias entre o Governo e os gestores de hotéis, para que seja possível estancar as debilidades e dificuldades, atendendo aos desafios que Angola deverá futuramente atender.

De acordo com dados oficiais, o sector da Hotelaria e Turismo em Angola emprega 84 mil e 170 pessoas, sendo 55 porcento deste total constituído por homens e 45 por mulheres.

O ramo da hotelaria e turismo é dominado fundamentalmente por agentes privados.