O sector postal em Angolapode melhorar a oferta de serviços e contribuir para o crescimento da economia do país se se apostar nos meios técnicos, segundo o secretário de Estado das Telecomunicações, Mario Oliveira.
O governante, que falava à imprensa no termo Workshop, sob o lema: “juntos diversifiquemos a oferta através da digitalização”, salientou que o sector postal deve modernizar-se para atingir este desiderato.
De acordo com o responsável, o desenvolvimento do comércio electrónico e considerando que o país possui produtos que podem contribuir para a divulgação da cultura, assim como levar as marcas angolanas, além fronteiras pode, igualmente, contribuir para a inclusão social.
Para o governante, as transformações sociais decorrentes dos avanços das tecnologias de informação e comunicação, com certeza, constituem uma alavanca muito importante para o desenvolvimento da economia e como tal o sector postal não poderá ficar alheio a estas transformações. Garantiu que a “União Panafricana”, dos Correios, está engajada na liderança das transformações no sector, através de inovadoras e integradoras acções que concorrem para encorajar a cooperação entre as instituições.
Manifestou-se igualmente optimista com o surgimento das novas tecnologias de informação e comunicação, sustentando que o sector postal deve adaptar-se à realidade mundial.