Cerca de 256 milhões 592 mil dólares foi o valor arrecadado na venda de diamantes durante o I trimestre deste ano pela Sodiam.
A informação foi avançada, em Luanda, pelo director nacional de Mercados e Promoção de Comercialização do Ministério dos Recursos Minerais e dos Petróleos, Gaspar Filipe Sermão durante a 2ª reunião de “Outlook”, que traçou o balanço da comercialização de diamantes do II trimestre de 2018.
Este montante resultou da venda de cerca de dois milhões 12 mil 597 quilates ao preço médio de 130 dólares por quilate, onde o destino da “pedra preciosa” foram os mercados dos Emiratos Árabes Unidos, Bélgica e a Suíça.
Entretanto, escusou-se a fazer uma comparação na venda no mesmo período do anterior, alegadamente, porque na altura os diamantes eram feitos pelos clientes preferenciais o que não permite auferir dados certos.
“Estamos a preparar um alinhamento com aquilo que serão as metas a serem alcançadas com as novas políticas de comercialização de diamantes
em curso no país”, disse.
Facto resultará na melhoria da comercialização, no sentido de se criar maior transparência no processo de compra e venda de diamantes angolanos e ter uma certeza de dados na evolução dos preços e na valorização no mercado internacional.
As reuniões trimestrais pelo Ministério dos Recursos Minerais e dos Petróleos, em parceria com as empresas do sector, tem como principal mote a transparência no processo de compra e venda de diamantes brutos e acompanhar a actividade de venda.
O encontro serviu também para acompanhar os fundamentos do mercado internacional em relação à procura e oferta e avaliar o desempenho das empresas de comercialização de diamantes.