Uma delegação da Sociedade de Comercialização de Diamantes de Angola (Sodiam - EP), chefiada pela presidente do Conselho de Administração, Beatriz de Sousa, participou, nos dias 16 e 17, deste mês, no Dubai, na terceira edição da conferência local sobre este recurso mineral.
O evento foi organizado pelo Centro Multi Commodidades de Dubai (DMCC) e visou “dar forma ao futuro de um mercado interligado”, com debates acesos entre especialistas de vários países, comprometidos com a indústria diamantífera, soube a Angop, através
de uma nota desta empresa.
Segundo o comunicado, a conferência abordou as tendências do sector e os principais problemas que afectam a indústria diamantífera em todo o mundo, o que contribuiu para o enriquecimento do programa social da Sodiam, em benefício dos angolanos.
“O diamante pode vir a influenciar na estabilidade da economia do país e ajudar a aperfeiçoar o sistema nacional de saúde. Portanto, vamos continuar a apostar na formação de quadros e fomentar o emprego para os jovens”, disse no certame, a PCA desta firma nacional, Beatriz de Sousa, citada no informe.
O Dubai acredita no potencial da indústria do diamante para crescer e está empenhado em dar o seu máximo para suportar a actividade diamantífera, em todo o mundo, atesta a nota, destacando igualmente a participação, no evento, do ministro dos Recursos Minerais da África do Sul, Mosebenzi Joseph Zwane.