A Sociedade Gestora de Terminais (Sogester) aprovou recentemente um projecto de denominado “Serform Sogester”, com objectivo de reorganizar os problemas internos da empresa a fim de se eliminar os tempos mal gastos e consequentemente obterem um aumento na produtividade.

Além disso, o novo projecto visa também identificar todos os procedimentos executados dentro da Sogester nas componentes administrativa, operacional, técnica, comercial, finanças, segurança interna e recursos humanos, segundo o seu boletim informativo do mês passado. 

Reforço

A empresa continua a investir na captação de recursos humanos, para se juntar aos já existentes quadros da empresa áreas de operações, recursos humanos e técnica.

A gestora de terminais esteve presente recentemente na feira de recrutamento organizado pela Elite Careers em Portugal foi visitada por cerca de 427 estudantes angolanos que procuram uma oportunidade de carreira, no mercado angolano.

Apesar de ser um evento realizado em Lisboa, compareceram estudantes angolanos que estão a finalizar as suas licenciaturas e pós graduações na Rússia, Londres, Lisboa e Angola. A Sogester recebeu 60 candidaturas e fez cerca de 35 entrevistas, entre pré-programadas e espontâneas.

O documento atesta que até finais deste ano todos os responsáveis intermédios da Sogester serão abrangidos por um programa de formação especificamente adaptado a cada grupo alvo, com vista a reforçar as capacidades de liderança, comunicação, relação inter-serviços, inteligência emocional, entre outros. Em 2013 esperamos um crescimento na ordem dos 25 por cento e espera operar entre 500 a 600 mil contentores/ano.

Constrangimentos

A firma tem estado a registar um aumento de contentores com número de dias de armazenagem elevado Terminal de Segunda Linha no Panguila, situação que tem estado a preocupar a direcção da empresa.

O Departamento Comercial da Sogester tem estado a entrar em contacto com alguns importadores para informar a existência desses contentores.