O Ministério dos Transportes da República de Angola e a Emirates assinaram recentemente no Dubai um acordo de parceria estratégica para o desenvolvimento da transportadora aérea de Angola (TAAG).

A Emirates, que é um dos líderes mundiais da aviação comercial, sediada nos Emiratos Árabes Unidos, passa assim a ter uma equipa de executivos que cuidarão da gestão de topo da Taag.

O acordo, rubricado pelo ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás, e pelo presidente da Emirates, Sheikh Ahmed bin Saeed al Maktoum, dá corpo a um contrato de gestão da Taag pela Emirates, que prevê ainda um novo modelo de governação para a Taag.
A companhia passará a ser administrada por um conselho de administração composto por nove membros, sendo cinco indicados pelo Governo, nomeadamente o vice-presidente e quatro administradores não executivos; dos quatro administradores executivos indicados pela Emirates, um será o presidente do conselho de administração.

O acordo prevê que a gestão da Taag passe a ser assegurada por uma comissão executiva composta pelos administradores executivos indicados pela Emirates, nomeadamente: o presidente da comissão executiva, os administradores com os pelouros comercial, operacional e o financeiro e administrativo. A esses juntar--se-á o vice-presidente do conselho de administração, indicado pela parte angolana. O objectivo do acordo é, entre outros, dotar a Taag de uma gestão profissional de nível internacional, libertando-a de problemas de eficácia.