A petrolífera francesa Total prepara-se para construir 50 estações de abastecimento de combustíveis em Angola, num investimento estimado em 100 milhões de dólares norte-americanos.
Para dar corpo a iniciativa, a companhia pretende criar uma “joint venture”, revelou esta semana à imprensa o director-geral do grupo Total, Patrick Pouyanné, no final de uma audiência que lhe foi concedida pelo Presidente da República, João Lourenço.
Segundo Patrick Pouyanné, a Total, presente em Angola desde 1953, tem ainda em carteira projectos, no domínio da exploração de petróleos, avaliados em dois mil milhões de dólares.
No encontro com o Chefe de Estado angolano, o director-geral do grupo disse terem sido abordados aspectos ligados às actividades da petrolífera, cuja produção ronda os 600 mil barris de petróleo/dia.