A Toyota de Angola está a prever uma queda nas suas vendas durante o segundo semestre deste ano, devido à actual crise económico-financeira mundial, disse nesta terça-feira, à Angop, o director comercial da companhia, Nelson Baranauskas.

A empresa distribui, actualmente, em Angola cinco a seis mil viaturas de vários modelos por ano, vendas na ordem de 500/mês, mas que essa cifra poderá reduzir-se, fruto do impacto negativo da crise económico-financeira mundial, disse o gestor sem avançar cálculos da redução.

Neste momento, de acordo com a mesma fonte, a corporação ainda não registou nenhum impacto negativo, pois, as vendas continuam a seu nível habitual, mas, prevê-se, para o segundo semestre deste ano, uma baixa nos seus negócios devido à crise económico-financeira mundial.

"Esperamos uma reacção negativa do mercado por causa da crise, mas ainda não temos os números definidos, nem um estudo mais aturado para apurar esse impacto", frisou Nelson Baranauskas, em Luanda.

A Toyota de Angola é propriedade da Toyota Tsusho Corporation (TTC), que é a Companhia Comercial do Grupo Toyota (Japão). Iniciou as suas operações em Angola em 1966, mas apenas em 1991 foi criada a Toyota de Angola como uma sociedade com a "Lonhro" e em 2001 a empresa passou a ser totalmente participada pela TTC.