O documento esclarece que o acordo a ser assinado não envolve a compra de participações, uma vez que o principal objectivo é permitir que as duas operadoras possam colaborar em potenciais oportunidades em benefícios dos seus clientes.
Para o director executivo da Vodafone, Diego Massida, o propósito é trazer a experiência da Vodafone no que toca à inovação, serviços e conhecimento para Angola, afim de desenvolver os negócios que envolvem a economia digital.

Qualidade nos serviços

Por sua vez, o director-geral da Movicel Gianvittorio Masselli, explicou que o acordo é parte integrante do processo de transformação da operadora, com destaque para os segmentos técnico e marketing. “Esta parceria irá melhorar a qualidade dos serviços prestados e acelerar o plano de expansão”.
O documento refere que com o estabelecimento desta parceria a companhia pretende igualmente oferecer ao mercado um conjunto global de serviços inovadores e modernos, focado em produtos abrangentes, com fito de ir ao encontro das necessidades de comunicação dos clientes corporativos e de consumo.
Segundo apurou o JE a Movicel tem enfrentado nos tempos vários constrangimentos ligados a quebra de sinal de voz e dados o que tem criado muitos embaraços na comunicação entre os utilizadores.
Numa entrevista concedida ao JE em Outubro do ano passado, o responsável da Movicel revelou que está curso a actualização das centrais de softwares junto da multinacional Sony Ericsson para garantir melhor qualidade de voz e internet, para reduzir os constrangimentos na comunicação.
O acordo entre ambas surge numa altura em que o mercado angolano prepara-se para receber a quarta operadora móvel ainda este ano como forma de permitir a concorrência, melhores preços e qualidade nos serviços para suportar os 13 milhões de utilizadores de telemóvel, dos quais seis milhões usam a internet.
A Movicel é pioneira na telefonia móvel no mercado angolano cuja rede tem cobertura estende-se nas 18 províncias do país. Em 2008 tornou-se numa empresa autónoma com 80 por cento do capital privado e os restantes 20 pertencentes ao Estado. Com pelo menos dois milhões de clientes, a operadora detém 20 por cento da quota de mercado e mais de 35 agências.
A multinacional Vodafone é uma das maiores companhias de telecomunicações mundiais e fornece uma gama de serviços incluindo voz, mensagens, dados e comunicações fixas. Tem operações móveis em 25 países, parceiros com redes móveis em mais de 43 e operações de banda larga fixa em 19 mercados.