Gestores do Banco Nacional de Angola (BNA) e da Reserva Federal dos EUA reúnem-se nesta quarta-feira em Nova Iorque, numa altura que Angola tenta recuperar a confiança dos bancos correspondentes americanos.
O encontro, segundo o governador do BNA, José de Lima Massano, será uma oportunidade de partilha de ideias sobre os desenvolvimentos mais recentes.
Em declarações à imprensa, José de Lima Massano declarou que o encontro vai servir para compreender as preocupações da Reserva Federal em relação ao mercado angolano.
“Após isso continuarmos a trabalhar para debelar as insuficiências”, disse o gestor do banco central em Angola.
Será a partir desse ponto, prosseguiu, que Angola poderá oferecer maior segurança aos bancos americanos e aos investidores.
Em Novembro de 2015, informações davam conta da suspensão pela Reserva Federal da venda de dólares a bancos sediados em Angola.
Na base desse posicionamento estava uma alegada e sistemática violação das regras de regulação do sector e suspeita de que o país estivesse a financiar redes de terrorismo. No entanto, essas informações foram desmentidas na altura pela embaixada americana em Angola, justificando que o acesso aos dólares depende de decisões económicas tomadas por bancos privados a nível mundial.
José de Lima Massano participou no Fórum de Negócios Angola–EUA, realizado na segunda-feira, na cidade de Nova Iorque