O comércio de diamantes, nos meses de Junho a Agosto, renderam aos cofres públicos mais de sete mil milhões de kwanzas em receita. Só no mês de Agosto, a título de referência, ficou em registo uma receita de 2.98 mil milhões de kwanzas, segundo consta do relatório publicado na página do Ministério das Finanças. O documento refere que, no período, foram disponibilizados um volume de 805.979 quilates, vendidos ao preço médio de 440 dólares. Do total da receita, o Minfin faz saber que, 995,3 milhões de kwanzas foram de Imposto Industrial e 1.99 mil milhões de Royalty. No mês de Julho, a receita foi de 2.62 mil milhões de kwanzas, sendo que em Junho ela cifrou-se nos 2.30 mil milhões.

Relançar a produlção
A operadora Endiama fez saber que um investimento de 25 milhões de dólares norte-americanos estão a ser investidos para o relançamento dos projectos diamantíferos do Cassanguidi, Chimbongo e Furi, no município de Cambulo, Lunda Norte. A informação foi avançada, recentemente, no Dundo, o presidente do conselho de administração da Endiama, Ganga Júnior.
No final da visita de dois dias efectuada à província da Lunda Norte, Ganga Júnior disse que as minas vão produzir 20 mil quilates de diamantes/mês, após a sua entrada em funcionamento dentro de dois meses.
Sem avançar o período em que ficaram paralisadas, informou que os projectos vão garantir pelo menos mil empregos aos jovens locais.
O diamante é, no momento, o único produto de exportação de Angola para os Emirados Árabes Unidos apenas diamantes, uma tendência que será invertida, já que a câmara quer um peso significativo na pauta dos produtos eleitos pelo Executivo para exportação.
Em Setembro, a Empresa Nacional de Comercialização de Diamantes de Angola (Endiama) foi reconhecida no continente africano como a terceira melhor organização na categoria de Inovação, no SAP Africa QualityAwards.
De acordo com uma nota de imprensa da Sodiam chegada hoje à Angop, neste projecto foi utilizada a SAP S/4 Hana (última e inovadora tecnologia neste domínio) com vista auma maior eficiência da aplicação nos processos de comercialização de diamantes.