O Presidente da República, João Lourenço, inaugurou na terça-feira, na zona dos Ramiros, município de Belas, em Luanda, o Instituto Politécnico das Pescas (Cefopescas).
A edificação do Instituto Politécnico de Pescas contou com um financiamento de 98 milhões de dólares americanos do Reino de Espanha.
O Estabelecimento de formação está implantado numa área de cinco hectares e conta com salas, laboratórios, bibliotecas e oficinas para prática.
Com capacidade para mil, 836 alunos, em três turnos, a sua construção começou em 2016, e vai formar quadros de nível médio, nas especialidades de mestre costeiro-pescador e de técnicos de máquinas, de motores navais, instalações navais, aquicultura, tecnologia de pescado, biologia marinha e de recursos pesqueiros.
Poderá ministrar cursos básicos de marinheiro-pescador, contramestre pescador, motorista-maquinista prático, assistente de electricidade naval, electromecânico de frio, auxiliar de processamento, manuseamento e conservação de pescado.
Auxiliares de carpintaria naval e de Soldadura, além de diversos cursos profissionalizantes de curta duração poderão ser ministrados no Cefopescas.
No âmbito da cooperação com o Reino de Espanha, foram formados 19 quadros angolanos, num modelo de transferência pedagógica, nas melhores escolas naútico-pesqueiras da Espanha, como no
próprio centro.
Durante os três anos de execução do projecto, foram garantidos empregos a mais de mil e 200 angolanos, na sua maioria residentes na comuna dos Ramiros, garantindo actualização profissional e a inclusão nos quadros do instituto.
O complexo, à beira-mar, é composto por um edifício principal, com salas para aulas teórico-práticas, três laboratórios, biblioteca, oficinas de simulação técnica e área administrativa, com gabinetes para professores.
Tem no seu último piso uma estacão de rádio e simuladores do sistema mundial de socorro e segurança marítima.
O edifício para práticas tem oficinas de pesca e tratamento, carpintaria naval, motores, soldadura e mecanização, além de contar com
um barco-escola.
O Cefopescas conta também com refeitórios, edifícios para alojar 310 alunos e 24 residências para professores, do tipo T3 e espaços para desporto e lazer.

Grandes Lagos saúda empenho
de joão Lourenço

O Comité de Apoio Técnico da Região dos Grandes Lagos saudou, em Nairobi, os esforços do Presidente de Angola, João Lourenço, para a “solução africana” do diferendo entre o Ruanda e o Uganda.
Esta felicitação foi feita, segunda-feira, durante a reunião do Comité de Apoio Técnico sobre o Mecanismo Regional de Supervisão do Acordo-Quadro para a Paz, Segurança e Cooperação na República Democrática do Congo e na Região dos Grandes Lagos, que decorreu nos dias 3 e 4 deste mês, na capital do Quénia.
Na reunião em que participou o embaixador angolano naquele país, Sianga Abílio, o Comité encorajou os esforços de Angola para a estabilização da paz e segurança na região.
Antes, Sianga Abílio pronunciou-se sobre os últimos desenvolvimentos na região, reiterando a importância da liderança de João Lourenço, ao “juntar os seus irmãos à mesma mesa em busca de soluções para que a região dos Grandes Lagos reencontre a paz e a segurança”. O embaixador referia-se à Cimeira Quadripartida realizada em Luanda, a 2 de Fevereiro deste ano, com a participação dos Presidentes, Yoweri Museveni, Paul Kagame e Felix Tshisekedi.