O Fundo Monetário Internacional (FMI) elogiou, em nota emitida de Washington, na segunda-feira, a política económica aplicada pelo Governo em funções há oito meses, por considerar que os esforços no domínio do alcance da estabilização são empenhados.
O documento, resultante do acompanhamento que o FMI faz da evolução da economia angolana, enaltece os esforços do Governo para restabelecer a estabilidade macro-económica e enumera uma lista das reformas aplicadas ao longo daquele período.
As políticas, aponta o FMI, além de estarem voltadas para recuperar a estabilidade macroeconómica, perseguem “melhorar a governação, afastando altos funcionários do antigo Governo, instaurando inquéritos de investigação sobre possíveis apropriações indevidas de fundos de várias instituições públicas, tendo criado, inclusive, uma unidade especializada contra a corrupção”.
A nota do FMI assinala o lançamento do programa de estabilização macroeconómica no início de Janeiro de 2018, um plano que preconiza a consolidação da política orçamental, maior flexibilidade na taxa cambial e redução do rácio da Dívida Pública do PIB para 60 por cento a médio prazo.