O “Plano Nacional de Formação de Quadros” tem reservado, no OGE 2020, uma despesa prevista em 1,07 mil milhões de kwanzas, equivalentes a 0,01 por cento do valor global orçamentado.
O Plano Nacional de Formação de Quadros (PNFQ) tem como uma das estratégias, até 2025, promover o acesso dos angolanos a um emprego produtivo, qualificado e assegurar a valorização sustentável dos recursos humanos nacionais.
Através deste programa, o Governo comprometeu-se em mandar para várias universidades de prestígio reconhecido, mundialmente, quadros de várias áreas das ciências, para aprofundar competências técnicas e tecnológicas.
E porque a formação está, transaversalmente, ligada ao emprego, nota-se na proposta de OGE que foi também concedido o valor de 3,8 mil milhões de kwanzas (0,02 por cento) para o reforço do Sistema Nacional de Emprego e Formação Profissional. IL