O Presidente da República, João Lourenço, encontra-se desde ontem na África do Sul, onde efectua uma visita de Estado de dois dias, para reforço de cooperação bilateral. Na visita de Estado, a primeira de João Lourenço desde que tomou posse em Setembro, e que se faz acompanhar da primeira-dama, Ana Dias Lourenço, prevê-se que possa ser assinado hoje um acordo recíproco para supressão de vistos em passaportes ordinários.
Com efeito, o JE apurou que as autoridades sul-africanas já começaram a informar os postos consulares e de fronteira que os cidadãos angolanos portadores de passaportes ordinários deixam de estar obrigados à emissão de visto prévio para entrar no país a partir de 1 de Dezembro.
De acordo com uma circular do Departamento de Assuntos Internos da África do Sul, a medida está prevista no âmbito de um “acordo recíproco” entre os governos sul-africano e angolano, “isentando” cidadãos dos dois países da necessidade de visto, por períodos de até 90 dias por ano. A isenção de vistos aplica-se ainda, de acordo com a mesma circular, para períodos consecutivos até 30 dias, pelo que, para fins de tratamento médico, estudo ou negócios, mantém-se a necessidade, recíproca, de emissão de visto.
À frente de uma importante delegação governamental e empresarial, o Chefe de Estado angolano vai lançar as bases para uma efectiva e real cooperação com a África do Sul. A delegação empresarial participa esta sexta-feira num fórum empresarial para discutir oportunidades de investimento e comércio entre os dois países.