O recém-eleito Presidente da República de Angola toma posse no próximo dia 26, numa cerimónia a ser realizada o Memorial Agostinho Neto, local que acolheu a última tomada de posse do Presidente cessante, José Eduardo dos Santos.
Aldemiro Vaz da Conceição será o Mestre-de-cerimónias, num acto que contará com a presença de cerca de mil convidados, entre os quais já está confirmado o Chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa.
O Presidente eleito assumiu recentemente o compromisso de “governar com todos os angolanos”, um dia depois de o Tribunal Constitucional considerar “livres, transparentes, universais e justas” e o MPLA o vencedor das
eleições gerais de 23 de Agosto.
João Lourenço usou a rede social Facebook para expressar a sua satisfação pela vitória do partido, com
61 por cento dos votos válidos.
“Resolvidos os diferendos eleitorais, enterremos as nossas diferenças político-ideológicas e, unidos e empenhados, façamos o país acontecer. Somos irmãos e o que nos orgulha de sermos nós mesmos é muito mais importante do que aquilo que nos separa”, escreve João Lourenço num “post” feito na sua página oficial patrocinada, concluindo com um
“Viva Angola e os angolanos.”
O Presidente eleito já tinha afirmado num “post” na mesma página oficial da campanha que foi “eleito democraticamente Presidente de todos os angolanos e em prol de todos os filhos de Angola, sem qualquer tipo de distinção ou outra forma de discriminação ou exclusão.”
João Lourenço afirmou que vai formar uma equipa de governação na qual os critérios principais serão a competência e a seriedade. “O homem certo no lugar certo. Esses são compromissos credíveis que eu assumo em meu nome e na base da linha política do MPLA”, afirmou.
Entretanto, a Comissão Permanente da Assembleia Nacional reúniu-se esta quarta-feira, em Luanda, para preparar e aprovar o programa de integração institucional dos deputados da IV Legislatura da Assembleia Nacional 2017/2022, eleitos na sequência nas eleições gerais de 23 de Agosto último.
A legislatura 2017/2022, cuja sessão solene de abertura terá lugar a 15 de Outubro próximo, vai contar com 150 deputados do MPLA, 51 de UNITA, 18 da coligação CASA-CE, dois do PRS e apenas um da FNLA, num total de 220 parlamentares.