Carlos Alberto Saraiva de Carvalho Francisco é desde esta semana o novo embaixador de Angola em Portugal, em substituição de José Marcos Barrica.
A Casa Civil do Presidente da República de Angola anunciou a 11 de Maio, em comunicado, que João Lourenço transmitiu a vontade de reforçar a cooperação bilateral com Portugal na conversa telefónica que manteve no mesmo dia com o homólogo português, Marcelo Rebelo de Sousa.
Em comunicado, a Casa Civil referia que a conversa telefónica foi “aproveitada para se referirem à decisão tomada recentemente pelo Tribunal da Relação de Lisboa”, aludindo a transferência para Luanda do processo que envolve o ex-vice-Presidente da República de Angola, Manuel Domingos Vicente.
“Os dois presidentes felicitaram-se mutuamente pelo desfecho positivo do caso e reiteraram a vontade de seguir em frente com a cooperação entre Portugal e Angola”, lê-se no comunicado da Casa Civil então enviado, semelhante à mensagem que nessa manhã o chefe de Estado angolano colocou na sua conta oficial na rede social Twitter.
Em janeiro, o Presidente João Lourenço afirmou que as relações entre Portugal e Angola iam “depender muito” da resolução do processo de Manuel Vicente e classificou a atitude da Justiça portuguesa até então como “uma ofensa” para o país.