O Banco Nacional de Angola (BNA) fez publicar, nesse mês, a nova lista actualizada de instituições legais que operam no sistema financeiro.
São ao todo 30 bancos, entre comerciais e de investimento, dos quais apenas o Ecobank de Angola está sem actividade.
Há apenas uma Sociedade de Locação Financeira autorizada, sedeada em Luanda. As Sociedades de Locação Financeira ou de leasing consiste numa modalidade de financiamento através da qual o locador, de acordo com as instruções do seu cliente, adquire um bem (móvel ou imóvel) e cede o seu uso temporário mediante o pagamento de uma quantia periódica, por um prazo determinado e, relativamente ao qual o cliente tem uma opção de compra no final do mesmo prazo, contra o pagamento de uma quantia contratualmente fixada (valor residual).
A listagem publicada pelo BNA dá conta ainda que existem 81 casas de câmbios autorizadas, enquanto que as casas de câmbio com autorização para efectivação de operações de remessas são totalizadas em 41. O sistema controla, igualmente, 40 sociedades de microcrédito, quatro (4) cooperativas de crédito, duas sociedades prestadoras de serviços de pagamento (mobile money), 18 sociedades de remessas de valores, sendo que todas estão em Luanda, e seis (6) escritórios de representações de bancos estrangeiros em Angola, de países como Brasil, China, Alemanha, França e África do Sul (2). Há também uma central de informação de risco de crédito privada, que está em Luanda, denominada UY Consulting, Lda.
A actualização feita pelo banco central mostra a entrada de cada vez mais operadores nacionais no sistema financeiro com maior predomínio para a banca e as casas de câmbio. Contudo, há que realçar que o surgimento, em três anos, de cooperativas de crédito.

IL