A Administração Geral Tributária (AGT) arrecadou, desde Dezembro de 2016, até este mês,um valor de 1,6 triliões de kwanzas, com a
cobrança da taxa de circulação.
De acordo com o chefe do departamento de cadastro de contribuintes da Direcção Técnica da AGT, Ricardo José Cavudissa, que falava à Angop, deste valor, a 3ª região tributária, que engloba as províncias de Luanda e Bengo, foi a que mais contribuiu com 191 milhões de kwanzas.
A 4ª região (Benguela, Cuanza Sul, Huambo e Bié) com 118 milhões e a 5ª região (Huila e Namibe) com 45 milhões seguem-se no top três.
O responsável informou que, neste momento, a AGT está a desenvolver uma campanha de sensibilização (sete dias) que consiste em fazer uma venda da taxa de Circulação/2016, para se comunicar com os funcionários e as pessoas próximas que ainda não tiveram a oportunidade de pagar, no sentido de adquirirem ainda dentro deste ano o selo.
Explicou que a taxa de circulação, em termos de calendário oficial, terminou no mês de Abril, mas, há uma prorrogativa que indica que as pessoas podem pagar ainda até a próxima campanha.
Quanto a perspectiva de crescimento, Ricardo Cavudissa disse que a mesma ronda os 50 porcento, daí a necessidade de se mobilizar as pessoas sobre a importância do pagamento de impostos.
“Muitas pessoas ainda não têm aquela consciência de pagar impostos. A AGT já cobriu todo país com as suas campanhas de sensibilização para o crescimento da consciência fiscal”, sublinhou.
Em 2015, a AGT comercializou mais de 650 mil selos que possibilitou arrecadar cerca de dois mil milhões de kwanzas.