O crescimento da oferta de bens de produção nacional tem estado a devolver o equilíbrio do custo de vida das famílias no que toca à aquisição de bens de consumo.
Esta semana e à semelhança do que tem sido habitual, assiste-se a enchentes de grupos de vendedores informais, principalmente senhoras, no interior do Kero Talatona e Morro Bento, por uma simples razão: promoções nos produtos como açúcar, óleo e arroz.
Por exemplo, o litro de óleo vegetal e o quilo de açúcar evidenciaram-se pela positiva naquilo que tem sido a tendência de baixa do preço dos produtos integrantes da cesta básica, até porque muitos bens já são de produção nacional e registam uma ligeira diminuição, mas nem sempre visível por causa das ínfimas fracções de décimas que são introduzidas nos preços. Por outro lado, os produtos como frango, cebola e derivados de leite, continuam com o registo de uma ligeira subida de preços em função da demanda, segundo constatou a equipa de HC na habitual ronda aos cinco supermercados para comparação de preços.