Esta semana, e à semelhança do que já tem sido habitual repetidas vezes, assistimos a enchentes de grupos de vendedores informais, principalmente senhoras no interior das lojas Kero e Maxi.
A razão era simples: promoção litro de óleo de soja e o açucar.
Como se não bastasse a enchente, o atendimento também morosíssimo.
“Há promoção de óleo e açucar, além das bolachas e cereais. Aproveitem levar o máximo que se permite”, foi a voz de um funcionário à nossa acompanhante.
A equipa do “Hora das Compras”, que tradicionalmente visita cinco (5) hipermercados, só não entende o por que de uma cadeia de supermercados da rede formal vende ao estilo de informal, afinal há mecanismos e até formas de fidelizar clientes com serviços e campanhas promocionais mais organizadas.
Vale aqui lembrar, que há cerca de duas semanas foi o Alimenta Angola, no Camama, que fez enchente só com recepção de candidaturas para emprego. No final do dia, era tal o volume de papéis/documentos soltos e a voar.