O Banco Millennium Atlântico (BMA) juntou esta semana, em Lisboa, operadores globais de elevada importância no sector energético num encontro alinhado com a agenda do África Energy Fórum, que congrega empresas, investidores e especialistas em energia.
Segundo fez saber a instituição em comunicado, o objectivo principal foi o de criar condições no futuro próximo para o financiamento de projectos estruturantes, essenciais para o desenvolvimento económico do continente africano, e em especial de Angola, ultrapassando assim um dos maiores desafios do sector.
Para o presidente da Comissão Executiva, Daniel Santos, o banco tem vindo, desde há algum tempo, a mobilizar um conjunto de investidores com o intuito de os incentivar a investir no sector energético em Angola.
“Em face das alterações recentes no enquadramento regulatório e do crescente interesse e disponibilidade destas entidades privadas e multilaterais em investirem em Angola, e também da relevância do investimento neste sector para o desenvolvimento do país, julgamos que deste fórum podem resultar expressões de interesse que permitam o início da estruturação de formas de investimento inovadoras, com maior envolvimento do sector privado”, conclui.

Projectos em foco

Na sua qualidade de instituição financeira com maior foco no desenvolvimento de projectos energéticos em África, e em particular em Angola, o Atlântico juntou esta semana, em Lisboa, operadores globais de elevada importância no sector. O encontro, alinhado com a agenda do África Energy Fórum, reuniu empresas, investidores e especialistas em energia e o objectivo principal foi o de criar condições no futuro próximo para o financiamento de projectos estruturantes, essenciais para o desenvolvimento económico do continente africano, e em especial de Angola, ultrapassando assim um dos maiores desafios do sector.