Cento e vinte e três milhões de dólares americanos é o montante que o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) vai financiar, este ano, para o projecto de desenvolvimento das cadeias de valor da agricultura, em Cabinda, para a prática das culturas da mandioca, banana, batata-doce, feijão, café, cacau, óleo de palma e da actividade de pesca, durante o quadriénio 2018-2021.
Deste valor, 101.07 milhões de dólares americanos vai ser financiado pelo BAD, que representa 82 por cento e 19.91 milhões de dólares vai ser comparticipado pelo Governo angolano, que representa 18 por cento do valor global do financiamento.
O acto de acordo de financiamento do projecto, assinado na terça-feira, no palácio do governo da província de Cabinda, pelo ministro das finanças, Archer Mangueira, e pelo representante do BAD, em Angola, Joseph Ribeiro, vai beneficiar 51 mil agricultores dos municípios de Belize, Buco-Zau, Cacongo e Cabinda.
O projecto de desenvolvimento das cadeias de valor da agricultura enquadra-se nas cinco estratégias definidas pelo BAD com destaque para as prioridades de alimentação, industrialização de África, apoio ao crescimento inclusivo da transformação da agricultura e ao desenvolvimento de infraestruturas económicas sustentáveis, em particular, nos sectores de energia e transporte.
O programa visa, também, melhorar os meios de subsistência dos agricultores rurais em termos de segurança alimentar, a geração de renda e a criação de riqueza, através do aumento da produção agrícola e da adição de valor em produtos como a mandioca, banana, batata-doce, feijão, café, cacau, óleo de palma e da actividade de pesca.
O projecto tem ainda como objectivo a promoção de um ambiente propício para o desenvolvimento agrícola para maior produtividade da agricultura nas culturas selecionadas, a pesca marinha e continental, bem como a horticultura, através do fornecimento de insumos de produção, equipamentos, treinamento para agricultores e o estabelecimento de um fundo de crédito.
De acordo com o representante do BAD, Joseph Ribeiro, o projecto de desenvolvimento das cadeias de valor da agricultura pretende adoptar uma abordagem de desenvolvimento integrado centrado no investimento em infra-estruturas de apoio agrícola, com vista a impulsionar a produção e exportações locais. O projecto vai contribuir para gerar empregos e rendimentos para aliviar a pobreza no seio das famílias camponesas.